Gordura Abdominal: 5 alimentos para ajudar a perdê-la


Você tem aquela barriguinha que insiste em incomodar? Já teve a sensação de que por mais que você perca peso, ela continua ali? Fechar a boca e controlar a alimentação certamente ajuda a combater a barriga, mas você sabia que alguns alimentos podem ser seus aliados nessa batalha? Veja 5 alimentos que ajudam a queimar a gordura abdominal.

Abacate

Por sua alta concentração de gorduras benéficas, que promovem a saciedade por mais tempo, o abacate pode ajudar a reduzir o peso. Mesmo com alto número de calorias, o abacate é rico em gordura monoinsaturada, que reduz o pico de insulina (hormônio que desencadeia o armazenamento das calorias extras em forma de gordura localizada).

Para melhorar, o ômega-9, também presente na fruta, ativa o hormônio adiponectina, que induz o corpo a produzir energia a partir dos depósitos de gordura – o que ajuda a gastar as gorduras já presentes no abdomen.

Salsão

Apesar de não tão presente na maioria dos lares, o salsão é um grande aliado a quem quer perder peso. O vegetal é muito digestivo e saudável: composto por 95% de água, consegue hidratar ao mesmo tempo em que elimina toxinas e impede a retenção de líquidos no organismo. Ele também produz o efeito de saciedade, além de ter muita vitamina C, minerais, fibra e poucas calorias.

Tomate

Mais conhecido dos brasileiros, o tomate é muito usado em saladas e molhos. E você sabia que ele atua como um ótimo depurador para que a gordura não se acumule no seu organismo? Um tomate mediano, de 150 g, apresenta somente 35 calorias e 0% de colesterol, sódio e gordura saturada!

Chá Verde

Os chás também ajudam na perda de gordura, especialmente o chá verde. Além de atuar no sistema nervoso central acelerando o metabolismo e aumentando a temperatura corporal, algumas propriedades presentes no chá verde aumentam a queima de gorduras armazenadas. Além disso, o chá verde elimina radicais livres, o que diminui a oxidação de gorduras.

Uma dica é tomar uma xícara de chá de 30 a 40 minutos após almoço e jantar, com cuidado especial para não consumi-lo antes de dormir (o que pode atrapalhar o sono).

Azeite de Oliva

Uma boa notícia dos cientistas: uma pesquisa realizada pelo Instituto Salud Carlos III, da Espanha, em parceria com a Universidade de Cambridge, da Inglaterra, aponta que a ingestão diária de azeite de oliva evita a formação de gorduras na região da cintura. Isso se deve às gorduras monoinsaturadas presentes do azeite, que previnem o acúmulo de gordura na região.

Esses alimentos auxiliam a combater a gordura abdominal, mas é claro que apenas começar a comê-los diariamente não irá surtir o efeito esperado. É preciso ter uma alimentação completa e balanceada, além de procurar praticar exercícios regularmente.


Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.