Por que o pós-operatório é tão importante



Para o sucesso da sua cirurgia plástica, cada etapa costuma ser feita com cuidado: a escolha do médico, da técnica usada, a data da operação. Os pacientes podem demorar meses e até anos decidindo se farão ou não a deseja cirurgia plástica. Quando a decisão é tomada e o dia é marcado, alguns cuidados devem ser tomados: dieta correta, pausa no cigarro e na bebida alcoólica, entre outros. Tudo feito nos conformes, mas você acha que isso é suficiente para um bom resultado?


Por mais que seja escolhido o cirurgião de confiança, o local seja adequado e o paciente tenha seguido à risca todos os cuidados antes da cirurgia, podemos dizer que 50% do sucesso do procedimento está garantido: ainda é preciso cuidar do período pós-operatório.

Esse período representa os dias, semanas e meses seguintes ao seu procedimento cirúrgico. O que você fará é crucial para que o resultado da sua cirurgia seja o melhor possível (e que a sua recuperação seja a mais rápida possível também).


Se o paciente não respeitar as orientações e cuidar bem do seu corpo, ele pode acabar achando que a cirurgia não foi bem sucedida. Para evitar esse tipo de situação e garantir a sua saúde, vou listar alguns motivos para levar a sério as orientações do seu cirurgião.


É preciso cuidar bem da área operada, mantendo-a limpa e seca e evitando mexer nas fitas ou curativos. Após a cirurgia, ainda há riscos de infecção ou inflamação da área operada, por isso é tão importante cuidar dela com atenção. O seu médico irá indicar em quantos dias será preciso retornar para refazer os curativos, e é preciso seguir a orientação passada.


Procure evitar exercícios e levantar peso. Dependendo da área operada (mamas, abdome etc), é preciso muito cuidado ao fazer movimentos nas semanas seguintes ao procedimento. Isso porque a área está em recuperação e pode haver a abertura de pontos, o que vai prolongar a sua recuperação.


Obedeça a restrição de cigarro, álcool e medicamentos. Esses três itens podem prejudicar a sua recuperação. Isso porque o álcool causa retenção de líquido, o cigarro aumenta está relacionado a problemas respiratórios e tosse (que pode trazer danos aos locais cirurgia) e também comprometer a circulação do sangue e causar necrose dos tecidos. Alguns medicamentos influenciam na coagulação do sangue, o que pode levar a sangramentos.


Repousar é essencial. Pode ser difícil para algumas pessoas, mas repousar é muito importante. Mesmo quem se sente disposto e sem dor precisa ficar “parado” pelo tempo indicado. Em algumas cirurgias, recomendo contar com a ajuda de alguém para as tarefas do dia a dia nas duas primeiras semanas.


Respeite o tempo e recuperação. Nas primeiras semanas é normal que a área operada fique inchada e com hematomas, por isso, não se desespere. A vontade de ver o resultado final logo é grande, mas escute o tempo que seu médico falou que sua recuperação total vai levar. Para ajudar na recuperação, você pode optar pela drenagem linfática.


E o mais importante de tudo: seja sincero com seu cirurgião. Responda as suas perguntas e conte sobre seus hábitos. A falta de uma informação relevante pode trazer prejuízos na sua recuperação e comprometer o tão sonhado resultado.


O comprometimento precisa vir dos dois lados, pois estamos falando da sua saúde.




Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.

© 2016 por Dr. Bruno H. Passos