Cirurgia plástica acaba com a celulite?


Não. A cirurgia plástica pode amenizar (bastante) o quadro, mas não pode ser vista como a solução do problema. Primeiro é importante entender o que ela é: a celulite é uma situação influenciada principalmente pela genética, mas também relacionada a fatores hormonais e fatores externos como ingestão de alimentos ricos em gordura e a falta de proteínas, fibras e líquidos.

Ela tem início em geral nas pernas, glúteos e abdome. Para entender a celulite é preciso entender um pouco de anatomia: a nossa pele está conectada aos nossos músculos por traves de tecido fibroso firme e resistente e entre estas duas camadas existem as células de gordura. Quando estas células de gordura estão inchadas elas empurram a pele que está presa aos planos profundos pelas traves de fibrose, ficando toda marcada e dando aquele aspecto de sofá capitonado ou casca de laranja.


Afinal, a lipoaspiração acaba ou não com a celulite?


Ela pode amenizar – e muito – o quadro da paciente com celulite. Em especial na região dos culotes, quando diminui a quantidade de células de gordura e quando se rompe as traves de fibrose. O resultado imediato é muito bom e deixa as mulheres felizes com o seu corpo, mas os mesmos fatores que causaram a celulite podem voltar se não houver cuidados com a pele e com hábitos de vida. É preciso tomar muito cuidado e atacar por várias frentes. Aliado a uma alimentação saudável e balanceada, faça exercícios (que vão eliminar as gorduras e ajudar a melhorar a circulação) e procure tratamentos como a drenagem linfática. Alguns tratamentos podem ajudar a melhorar a aparência e trazer resultados satisfatórios.


#celulite #alimentação #genética #gordura #hormonios #tecidofibroso #pernas #glúteos #abdome #células #fibrose #mulheres #hábitos

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.

© 2016 por Dr. Bruno H. Passos