Procedimentos estéticos e a expectativa de resultados




Vivemos em um ritmo acelerado, tumultuado, estressante e com hábitos poucos saudáveis. Dispomos de pouco tempo para nosso cuidado pessoal, o que se reflete em nosso comportamento imediatista. As pessoas de maneira geral alimentam-se inadequadamente, apresentam sobrepeso ou obesidade franca, são sedentárias e ainda assim almejam uma silhueta perfeita. Não há dúvidas que é importante desejarmos ser e nos sentir melhor. Saúde, autoestima e beleza estão intimamente interligados.

A cirurgia plástica ou mesmo procedimentos estéticos são tratamentos médicos e como tais são eficientes quando bem indicados e sem dúvidas precisam de comprometimento do paciente. Nenhum tratamento é eficaz sem existir o comprometimento do paciente com alteração dos seus hábitos alimentares e a realização de atividade física, fundamentais para redução e manutenção do peso e para a saúde.

O resultado de cada procedimento é individual e depende certamente do tipo de corpo, idade, tipo de pele, qualidade de cicatrização, se está com peso ideal ou sobrepeso. A correta compreensão por parte do médico e do paciente frente ao seu desejo e ao resultado esperado com o tratamento cirúrgico ou estético é de extrema importância. De maneira geral, a insatisfação do paciente ou mesmo resultados exagerados devem-se a não compreensão pelo médico ou pelo paciente da sua queixa ou mesmo a expectativa irreal frente ao tratamento.

A busca por resultados rápidos e de baixo custo também são causas de resultados insatisfatórios, por serem em algumas situações inadequadamente indicados ou mesmo realizados por profissionais não habilitados. Acho importante tentar desmistificar esta questão de resultados rápidos. Hoje em dia, quaisquer procedimentos apresentam uma recuperação relativamente rápida, dentro de 7 a 15 dias, mesmo os cirúrgicos.

Alguns procedimentos são ditos minimamente invasivos - como aplicação de toxina botulínica, preenchimentos para realçar volumes na face e lábios - e realmente propiciam resultados marcantes. Procedimentos estéticos como hidrolipoclasia, carboxiterapia, endermoterapia, radiofreqüência e as ditas “minilipos”, todos utilizados para tratamento de gorduras localizadas, celulites e estrias, são métodos complementares à cirurgia plástica, com resultados certamente inferiores, com tempo de tratamento por vezes maior e podem chegar a custos finais semelhantes. A busca por tratamentos rápidos, na maioria das vezes gera frustrações, pois estes apresentam resultados limitados. As indicações ideais para tratamentos estéticos de consultório são aqueles pacientes jovens, com peso ideal e pequenas gorduras localizadas ou mesmo pequenas estrias e poucas celulites. Quaisquer destes procedimentos também ocasionam equimoses e exigem algum tipo de restrição a esforços, a exercícios e a exposição solar.

Ao escolher o profissional, busque indicações com pessoas conhecidas e dê preferência a tratamentos conduzidos por cirurgiões plásticos especialistas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, pois sãos os que apresentam maior qualificação e capacidade técnica, inclusive para tratamento de eventuais intercorrências. Evitar realizar procedimentos apenas avaliando o custo e sim baseado na confiança, na capacitação e na qualidade de atendimento prestada pelo profissional.

Fonte: Caderno Mulher

#estética #expectativa #resultados #saudaveis

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.

© 2016 por Dr. Bruno H. Passos